top of page
Weston_Logo_PNG-7.png

Novas publicações toda Segunda as 18:00hs Roqueiro | Mofado

O DIA EM QUE VENCI A LENDA

Atualizado: 26 de set. de 2022

Até para quem não conhece, existe uma unanimidade acerca de acervo de hard rock e heavy metal no Estado de Alagoas, talvez até do Brasil, trata-se do brother e parceiro aqui do blog, Tadeu Breda. E não para por aí, ele simplesmente não só possui uma quantidade fenomenal de itens (vinis, cd’s, dvd’s, bluray’s), como entende do assunto como ninguém. Uma verdadeira enciclopédia do rock’n’roll. Bem, o ano, acho que era 1997 e estávamos na Galeteria do Du (frango na brasa), outro irmão nosso, tomando uma cerva e escutando um sonzinho, quando começou a tocar um tributo ao Rush, chamado Working Man, cuja produção ficara a cargo de Terry Brown – consagrado produtor de vários discos do Rush. O projeto contou com a participação de diversos astros do rock, tais como: Sebastian Bach, Billy Sheehan, Jake E. Lee, Mike Portnoy, Steve Morse, Eric Martin, Devin Townsend, etc. Lá pelas tantas, estava tocando a música Natural Science, originalmente integrante do discaço do Rush, Permanent Waves. Durante a execução da versão, nosso amigo e guru do rock, lança o seguinte comentário: - Canta muito esse Sebastian Bach... Bem, aí tive a ousadia, quase petulância de me atrever a discordar do nobre amigo e disse: - Rapaz, eu acho que quem está cantando é o Devin Towsnsend, para quem não conhece é um guitarrista e vocalista de metal extremo da banda Strapping Young Lad.

Mas na verdade, minha certeza vinha do fato de possuir o cd e gostar bastante da música e ter tido o interesse em conferir a ficha técnica da versão, em outra oportunidade e ter guardado na mente aquela informação (ainda bem, parecia adivinhar). Acontece que, a discussão tomou conta da mesa de bar e meu amigo Tadeu, insistia que a versão era cantada por Sebastian Bach e eu dobrava a aposta no Townsend. Resultado, chegou a ligar para esposa, Simone, para ela conferir quem realmente estava cantando a canção. Apesar da confirmação, Tadeu ainda jurava se tratar do vocal do Skid Row, mas não teve jeito... Soube até que chegou a enviar um e- mail para a gravadora, esperando que fosse algum erro na edição do disco, de nada adiantou. Naquele dia, venci. Tenho como minha maior demonstração de conhecimento acerca do assunto hard rock, ainda que muito por acaso tenha acertado. Era como se o CSA tivesse batido o Real Madrid, coisa do tipo. Sem o menor exagero.

Tínhamos feito uma aposta, acho que algumas cervejas, mas o que importava era o feito, não o prêmio. Depois de alguns meses, talvez anos, recebo uma ligação do amigo de todas as horas, Betuca, dizendo que estavam no Akuaba (restaurante de culinária baiana da Jatiúca), dizendo não só que Tadeu estava disposto a pagar a avença, mas que seria em sua residência no Aldebaran, prontamente aceitei o convite e me dirigi à residência do amigo. Chegando lá, pude me deparar, não tinha sido a primeira vez (mas não naquela proporção), pois tinha estado antes no apartamento dele (próximo a praça do skate); com um verdadeiro santuário do rock que o rapaz possuía em sua residência. Eu acho que tinha uns 10.000 cd’s, todos catalogados e dispostos em ordem alfabética, espalhados por torres, caixas, prateleiras e gavetas. A minha sensação, foi de estar pisando em algo sagrado, onde poderia passar horas somente admirando todo aquele acervo, sem contar com os inúmeros DVD’s e o que também chamou bastante atenção: Uma quantidade gigantesca de bonecos dos astros do rock e do cinema. Lembro de palcos do Kiss e do Motley Crue, e seus respectivos integrantes, praticamente idênticos aos originais. Impressionante! Ainda recordo quando a gente entrou na sala/santuário, e ele diz: - Escolha algo para escutar e eu respondi: - Você ta brincando, né? Como poderia escolher um disco ou DVD naquela montanha infinita de opções. Acho que escolhi Accept, porque talvez, tenha sido o primeiro que bati o olho. Resumo da ópera, passei algumas horas, das mais legais que tive em toda minha vida, desfrutando de boa companhia, escutando rock, conversando e admirando aquele ambiente que exalava o puro rock’n’roll.

GODOY “AMOSTRADO”



 


442 visualizações7 comentários

Posts recentes

Ver tudo

7 comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
Roberto Celestino
Roberto Celestino
10 feb 2022

Foi o 7x1 do rock n roll!

Me gusta

Lembro do Tadeu vindo em minha direção com um móio de Lp's, todos do Ringo Starr, ele me emprestou dizendo que era muito bom e foi uma surpresa, o Ringo possui discos incríveis que até aquele momento eu desconhecia, hoje graças ao Tadeu sou tanto fã do Beatle Ringo quanto dele em carreira solo.

Me gusta
Contestando a

Impressionante Serginho! Realmente ele possui não só a discografia completa da banda ou artista que gosta, mas diversas versões raras e especiais de determinados álbuns.

Me gusta

paulo vitorio
paulo vitorio
07 feb 2022

Kkkkkkk não sabia dessa das duas lendas.

Me gusta

Cedryck Farias
Cedryck Farias
07 feb 2022

Contando ninguém acredita, mas como teve muita gente envolvida, não tem como negar o fato.

Me gusta
Cedryck Farias
Cedryck Farias
07 feb 2022
Contestando a

Rapaz isso não vai acontecer mais nunca.

Me gusta
Post: Blog2_Post
bottom of page